legs-1031653_640

Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Salmos 139:8-10

A vida é um convite para fazer uma trilha, sabemos de onde partimos, mas não exatamente aonde e para onde vamos. Como mochileiros inexperientes, vivemos ansiosos para saber qual será o desafio a nossa frente. Para isso, tentamos acumular ao máximo nossas experiências boas e ruins. Talvez com esse imenso fichário nas costas, no momento de perigo ou que seja semelhante a uma experiência vivida, já sabemos exatamente as fórmulas que usar para viver sem tanto dano e dor.

Porém, esse grande livro vai pesando e impedindo o caminhar, principalmente quando somos desafiados a escalar rochedos. A ordem do Instrutor é para aliviar a bagagem. Deixar apenas o necessário na bolsa. Mas e se acontecer algo e eu precisar de todos os”conhecimentos” adquiridos? E a resposta Dele é:

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Isaías 41:10

Durante essa jornada, vamos nos aproximando mais do Instrutor. Começamos e descobrir quem Ele é, o que ele já fez na vida de outros aventureiros que se arriscaram a abandonar seus próprios diários, e começaram a escrever uma nova história com Ele. A nossa atenção não deve estar nas maneiras como ele os tirou do perigo, ou levou para lugares maravilhosos. O mais importante é não perder de vista o seu caráter. Ele criou a trilha e sabe melhor do que ninguém como nos conduzir nela. “Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos”(Sl 139:3). Vamos nos arriscar a percorrê-la sozinhos com as nossas mochilas repletas de peso desnecessário?

Em alguns momentos, conseguimos ver um incrível horizonte. No cume das montanha, fica mais fácil sonhar com o que vem pela frente. Entretanto, quando estamos passando por vales escuros, ou percorrendo cavernas silenciosas, o medo de enfrentar o desconhecido sozinhos podem nos assaltar. Precisamos apenas estender as nossas mãos para tocar o nosso Instrutor que está logo à frente nos conduzindo em seu perfeito caminho.

Autora: Nany Castro

Tagged with →  
Fale conosco!