notes-514998_640

A importância do planejamento é cada vez mais enfatizada nas empresas, projetos públicos, planejamento pessoal, seja para a carreira profissional ou na área das finanças pessoais. Estou convencido de que este processo é extremamente saudável e pode ser muito útil para alcançar um estado futuro desejável. De maneira simples, o planejamento em qualquer campo passa por três questões:

  • Onde estou ?
  • Onde pretendo chegar?
  • Como vou fazer para chegar onde eu quero?

Planejar é importante, mesmo num mundo com tantas variáveis incontroláveis, que podem impactar nossas diretrizes traçadas quando fizemos o planejamento. Na Bíblia, o Senhor Jesus aborda esta questão em alguns momentos:

Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir?
Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar.
Ou qual é o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil?
Caso contrário, estando o outro ainda longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo condições de paz.
Lucas 14:28-32

Nesta passagem, Jesus está sinalizando os riscos que a ausência do planejamento podem proporcionar em qualquer área de atuação. Já no evangelho de Mateus, o Mestre nos adverte que o excesso de preocupações e planejamentos também não têm a possibilidade de nos fazer antever o futuro que almejamos. É preciso estarmos atentos e debaixo da vontade permissiva de Deus em tudo que pretendemos executar.

Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará suas próprias preocupações. É suficiente o mal que cada dia traz em si mesmo.
Mateus 6:34

Jesus lembra aqueles que nele confiam podem contar com seu apoio e provisão diariamente, em todos os momentos da vida. A questão, principalmente no planejamento pessoal, é que idealizamos nossos planos (ou sonhos), quase sempre numa perspectiva pessoal, sempre de acordo com nossos interesses e desejos. É preciso lembrar em primeiro lugar dos cenários que nos cercam e da boa vontade de Deus para nossas vidas. No Livro de Tiago, há um aviso bem claro:

Eia agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, lá passaremos um ano, negociaremos e ganharemos. No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece. Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo.
Tiago 4:13-16

Que possamos sempre valorizar o planejamento em nossas vidas no lugar do improviso e decisões precipitadas, que certamente poderão nos prejudicar no futuro. Vamos colocar nossos planos, sonhos e decisões nas mãos de Deus, cientes de que ele sabe de tudo, principalmente, do que é melhor para nós. Além disso, vamos orar sempre para que nossos planos sejam coerentes com os propósitos de Deus para nós. Que possamos sempre ter  gravados em nossos corações o que está escrito em Provérbios:

O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR.
Provérbios 16:1

Amém!

Autor: Marcelo Bárcia

Tagged with →  
Fale conosco!